Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Polêmica: Prefeitura de Belém, na PB, decreta luto por secretário que matou ex-esposa

A estudante Rayssa Kathylle de Sá Silva, de 19 anos, foi perseguida e ameaçada antes de ser vítima de feminicídio nessa quinta-feira (21).

Publicado: 22/09/2023

FOTO: REPRODUÇÃO

A Prefeitura do município de Belém, no Agreste da Paraíba, decretou luto oficial por três dias pela morte do secretário de comunicação Oberto Nóbrega de Barros Oliveira, conhecido como Betinho Barros, que matou a ex-esposa a tiros e se matou em seguida.

A estudante Rayssa Kathylle de Sá Silva, de 19 anos, foi perseguida e ameaçada antes de ser vítima de feminicídio nessa quinta-feira (21).

Em publicação divulgada no perfil oficial da prefeitura, a gestão municipal, representada pela prefeita Dona Aline, decreta luto “pela partida precoce e inesperada” de Betinho Barros e da vítima Rayssa Kathylle. A postagem, que deseja solidariedade à família e amigos so secretário, em especial a mãe e ao irmão, também manifesta sentimentos aos familiares e amigos de Rayssa.

Confira a publicação:


A postagem de luto não permite que os seguidores possam comentar sobre o assunto. Betinho Barros, que já foi vereador na cidade, foi velado com honras na Câmara Municipal de Belém, nesta sexta-feira (22), antes de ser sepultado na cidade. Já a vítima foi velada e sepultada no município de Guarabira no cemitério particular Morada da Paz.

Portal Paraíba

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS