Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Polícia Civil de São Paulo pede novas prisões no ‘Caso Braiscompany’

Foram pedidas as prisões de Antônio Neto e Fabrícia Farias, sócios da empresa, além dos funcionários Mizael Moreira Silva e Karla Roberta Pereira Alves.

Publicado: 02/04/2024

Foto: Camila Ferreira/Braiscompany

A Polícia Civil de São Paulo pediu a prisão preventiva de Antônio Inácio da Silva Neto e Fabrícia Farias, casal de sócios da empresa Braiscompany, além de Mizael Moreira Silva e Karla Roberta Pereira Alves, citados como funcionários da empresa.

Dos envolvidos neste processo, Antônio, Fabrícia e Mizael já foram condenados pela Justiça Federal na Paraíba – os dois primeiros foram presos na Argentina e aguardam extradição para o Brasil.

Como o processo está em curso na Paraíba, o Ministério Público de São Paulo recomendou que o caso fosse remetido a Campina Grande.

Funcionária serviu de ‘laranja’

De acordo com a Polícia Civil paulista, Karla Roberta teria servido de “laranja” para a transferência de propriedade de uma Ferrari avaliada em R$ 1,7 milhão, que seria de Antônio Neto.

Portal Correio

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS