Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Polícia não indiciará médico suspeito de agredir ex-esposa, na Paraíba

Relatório final do inquérito aponta que a polícia apurou que o médico estava trabalhando no momento do suposto crime.

Publicado: 30/03/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

O inquérito policial que apura uma suposta agressão cometida pelo médico Algacy Fernando Vieira de Lorena e Sá, de 65 anos, contra a sua ex-esposa, na cidade de Piancó, foi concluído na noite dessa sexta-feira (29). A polícia entende que não existem provas suficientes sobre as acusações referentes ao dia 25 de março.

O relatório final do inquérito diz que não houve o crime relatado pela mulher e que prefere não indiciar o suspeito. A polícia afirma que apurou que o médico estava no Hospital Wenceslau Lopes no horário em que estava sendo acusado pelo crime.

No documento, os indícios apontam que, no horário citado, o médico atendia um paciente, examinava, solicitava exames, entre outras demandas.

Na última quinta-feira (28), a Secretaria de Estado de Saúde emitiu uma nota informando o desligamento do médico-cirurgião. Em nota, a pasta informou que “não pactua com qualquer tipo de violência e lamenta o ocorrido. Por fim, está à disposição para contribuir com as investigações, caso seja necessário”.

Portal Correio

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS