Hospital Municipal de Pocinhos diminui internações e atendimento médico

O hospital Municipal de Pocinhos realizava cerca 40 internações mensais

2 de outubro de 2017   

Internações serão diminuídas pela metade, de acordo com a relevância do caso.

O Hospital Maternidade de Pocinhos Dr. Antônio Luiz Coutinho, atendendo uma determinação do Conselho Regional de Medicina (CRM), suspendeu pela metade as internações. O CRM informou que a suspensão aconteceu por constatar duas reformas nas enfermarias da unidade, ocasionando risco aos usuários internados.

A direção da unidade informou que as reformas estão sendo realizadas para garantir um atendimento melhor e justificou que as internações não foram suspensas, mas sim, reduzidas. “Atendendo uma determinação do CRM diminuímos as internações pela metade, mas assim que as reformas das duas enfermarias forem concluídas iremos regularizar”, disse Normilda Cavalgante de Oliveira Araúo, diretora do hospital.

Sobre a falta de médicos, a direção informou que houve um término dos contratos seletivos e que o prefeito buscou na justiça o direito de contratar dois profissionais para os casos de urgência e emergência. “A falta de médicos foi ocasionada pelo fato dos contratos seletivos acabarem o prazo, dessa forma, o prefeito Claudio Chaves buscou uma alternativa no Ministério Público. Serão contratados dois médicos para urgência e emergência”, esclareceu Normilda.

Ela ainda informou que os casos mais extremos de saúde serão transferidos para Campina Grande, a exemplo do Hospital Universitário (HU).

Leia também: Por Falta de atendimento idoso morre em Pocinhos

Sobre a morte de um senhor na última sexta, dia 29 de outubro, a diretora também informou que não houve falhas por parte da gestão municipal. De acordo com ela, todos os serviços foram prestados e a família foi orientada, pela procedência do caso, fazer um chamado ao Serviço de Atendimento Móvel (SAMU) e considera incapaz uma demora de três horas, como foi pontuando pela família e publicado em uma reportagem nossa.

Por último, a direção informou que haverá médicos nas segundas-feiras e terças-feiras 24 horas. Na quarta e quinta o atendimento médico será durante a noite. Sexta-feira será apenas durante o dia. Nos finais de semana, por enquanto, o atendimento médico estará suspenso.

Redação.