João Dantas registra “Bandeira da Terra” no Plenário da Câmara Municipal de Campina Grande

O projeto é idealizado pelo restaurador internacionalmente reconhecido, Flávio Capitulino

15 de setembro de 2020   

O vereador João Dantas (PSD), líder da bancada governista na Câmara Municipal de Campina Grande, utilizou a tribuna da Sessão Ordinária na manhã desta terça-feira (15), para falar sobre o lançamento da Bandeira do Planeta Terra ocorrido em Campina Grande durante a semana da pátria. O projeto é idealizado pelo restaurador internacionalmente reconhecido, Flávio Capitulino.

Durante o discurso, Dantas relembrou um pouco da história da Flávio Capitulino que nasceu em Sousa, no agreste da Paraíba, e se mudou para Paris com apenas 80 dólares no bolso. Na Europa, foi de faxineiro a dançarino de lambada nas ruas, até chegar a restaurador de obras de arte, sua profissão atual. “Hoje, Flávio Capitulino é um dos principais restauradores de obras de arte da França e tem na sua lista de clientes o próprio Beaubourg e o Museu D’Orsay. Já restaurou obras de Gauguin, Renoir e Modigliani. Na cidade de Sousa, restaurou uma capela de 1730, a igreja Nossa Senhora do Rosário. No Brasil, também já deu cursos em São Paulo, ensinando algumas técnicas que criou”. Afirmou o vereador.

O projeto concebido por Flávio Capitulino que propõe a exposição de bandeira ou símbolo nos principais pontos turísticos do mundo, com o objetivo de despertar a consciência ecológica das autoridades e da população, além de apoiar iniciativas da área.

Durante o período de lançamento do Projeto em Campina Grande, o prefeito Romero Rodrigues apresentou uma área de 50 hectares definida como reserva ambiental, por lei, dentro do Complexo Aluízio Campos, para Flávio Capitulino. De acordo com Capitulino, já existe uma ONG europeia interessada em adotar a área projetada para ser um dos maiores parques botânicos do Nordeste.

Assessoria de Imprensa
André Gomes (Jornalista – DRT: 3902/PB)

Leia mais: