Justiça suspende sessão que elegeu Luizinho presidente da Câmara de Sapé

A eleição aconteceu devido à vacância do cargo de presidente, após a morte do vereador Johni Rocha, em um acidente de carro.

10 de outubro de 2018   

“Somente em caso de ausência, impedimento ou licença do Vice-Presidente é que competiria ao 1º Secretário convocar e presidir a sessão”, diz o Regimento, segundo constatou o juiz. (Foto: Walla Santos)

A 1ª Vara Mista de Sapé deferiu nesta quarta-feira (10), liminar para determinar a suspensão dos efeitos da sessão ordinária da Câmara Municipal de Sapé que elegeu como presidente o vereador Luiz Ribeiro Limeira Neto, o Luizinho. A sessão foi realizada no dia 2 de outubro, a portas fechadas, por vereadores aliados do prefeito de Sapé.

Os vereadores ligados ao prefeito entraram na Câmara Municipal e, em uma reunião secreta e a portas fechadas, elegeram o novo presidente, durante a vigência de decreto de luto.

A decisão liminar suspendendo os efeitos da sessão é do juiz de direito em substituição, Renan do Valle Melo Marques, que diz ainda, “sem prejuízo de realização de nova eleição, observando-se o disposto no Regimento Interno”.

ClickPB