Lígia Feliciano diz que quando anunciar pré-candidatura ao governo “não terá volta”

Lígia Feliciano disse que seu partido fez a escolha de lançar candidatura própria ao governo e que seu nome foi considerado para pleitear a vaga.

Publicado: 04/01/2022

Vice-governadora Lígia Feliciano

A vice-governadora Lígia Feliciano (PDT), em uma participação no Programa Se Liga PB nesta manhã de terça-feira, 04, falou sobre sua relação com o Governador João Azevedo e como se encontram os processos de diálogo com os partidos e forças políticas quanto a sua pré-candidatura ao governo do estado.

Ligia Feliciano disse que seu partido fez a escolha de lançar candidatura própria ao governo e que seu nome foi considerado para essa possibilidade, e pensando nisso, fez a entrega dos cargos que o partido exercia no atual governo estadual. 

Lígia contou que, em dezembro, teve uma conversa franca com João Azevedo explicando a questão e agradecendo por todo o tempo que esteve no cargo, e ressaltou que não era um rompimento, mas que queria estar livre, a vontade, para analisar toda questão política da Paraíba e os destinos políticos, já que 2022 é um ano de eleições e o PDT está pleiteando lançar candidatura própria, que seria a dela como pré-candidata.

“Eu entreguei os cargos mas mantenho minha ética, minha posição como vice-governadora do estado da Paraíba, o qual fui eleita”, reforçou.
A vice-governadora também falou sobre as construções em volta da sua possível pré-candidatura e disse que está analisando o quadro, dialogando com a população e com vários partidos, inclusive com a possibilidade de fazer um palanque duplo com Ciro Gomes e o PT, formando, segundo ela, uma grande frente-esquerda opositora ao presidente Bolsonaro.

”A política é um diálogo. Tenho conversado com vários partidos e vamos fechar na hora certa, mas a possibilidade é de fechar uma grande frente-esquerda e fazer um palanque duplo. O PDT tem o nome do candidato Ciro Gomes e o PT o candidato Lula”, frisou.

Lígia Feliciano ainda disse que quando anunciar seu nome como pré-candidata a governadora do estado, fará de forma definitiva e que está dialogando, construindo forças sólidas e firmes para esse propósito. Também reforçou que a mulher pode ser o que ela quiser e tem toda capacidade de lutar e conquistar seus objetivos em qualquer área de atuação, assim ela como representante feminina na política, com a grande experiência de vice-governadora, teve a oportunidade de conhecer o estado da Paraíba e seus problemas, acompanhando de perto as obras realizadas.

“Quando eu anunciar minha pré-candidatura ao governo do estado, não tem volta. Vice eu já fui, agradeço a Deus. Fez com que eu ficasse preparada, conhecesse a Paraíba, todos os seus problemas, uma experiência enorme. Como vice sou muito grata, mas agora o meu caminho é sem volta. Na hora que eu anunciar minha pré-candidatura a governadora do estado é pra valer, é pra vencer”, pontuou a vice-governadora do estado da Paraíba.

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS