Maranhão diz que oposição não pode empurrar só um candidato de goela abaixo

De acordo com o senador paraibano, a oposição não precisa necessariamente ter apenas um candidato ao Governo. Ele destacou que sequer houve reunião entre os partidos de oposição

29 de janeiro de 2018   

(Foto: Walla Santos)

O senador José Maranhão voltou a defender em entrevista à Rádio Panorâmica FM que possam existir vários candidatos a governador pela oposição e alertou que os postulantes não devem ir com sede ao pote. “Quem quiser ser candidato, tem que ter paciência. Pra quê tanta sofreguidão? Tanta sede ao pote? Vamos devagar”, ressaltou o pré-candidato ao Governo do Estado pelo MDB.

De acordo com o senador paraibano, a oposição não precisa necessariamente ter apenas um candidato ao Governo. Ele destacou que sequer houve reunião entre os partidos de oposição para definir um posicionamento. “O povo da Paraíba precisa fazer uma escolha. Não podemos empurrar de goela abaixo um candidato dizendo esse é o nome da oposição. Como? Se nem os partidos de oposição não se reuniram para dizer isso. É uma previsão pessimista. A oposição é tão fraca que vai se dividir? Que só pode ter no seu seio um candidato, que afora isso é o apocalipse. É a declaração antecipada de que a oposição está fraca”, defendeu Maranhão.

Ele lembrou ainda que foi o primeiro pré-candidato anunciado e que o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, referendou a decisão. “O próprio Manoel Junior estava presente e assinou o livro de ata com esse posicionamento. Eu disse que aceitaria, como sempre aceitei os desafios que o partido me reservou, mas em condições de ser candidato em caráter definitivo e não candidatura experimental”.

ClickPB