Mônica de Beto desafia o presidente da Câmara de Pocinhos a suspender o recesso legislativo

O vereador presidente Dr. Jorge Alberto alegou em nota à imprensa que haveria um vício legislativo no projeto

29 de junho de 2020   

Vereadora de Pocinhos, Mônica de Beto (PDT).

Em entrevista ao programa Se Liga PB na rádio Cidade Esperança na tarde do último sábado (27), a vereadora do município de Pocinhos, Monica de Beto, desafiou publicamente o presidente da Câmara, Dr. Jorge Alberto, a suspender o recesso legislativo através de um Ato da Mesa Diretora.

Monica é autora do Projeto de Resolução que extingue excepcionalmente em 2020 o tradicional recesso legislativo do meio do ano. A atitude foi tomada em razão do enfrentamento à pandemia causada pelo Coronavírus (COVID-19). A Resolução apresentada pela vereadora foi subscrita por mais cinco parlamentares; Monica Pereira C. Azevedo, Antonio da Silva, Emmanoel Pereira, Duda Menezes e Floripes Henrique. Os parlamentares assinaram para que a propositura entrasse em votação extraordinária como ordena o Regimento Interno da Câmara Municipal de Pocinhos, porém, o projeto sequer foi colocado em votação pelo presidente da Câmara.

O vereador presidente Dr. Jorge Alberto alegou em nota à imprensa que haveria um vício legislativo no projeto, entretanto, não apontou qual seria o equívoco existente na propositura. “O presidente apresentou um parecer genérico e não colocou o projeto em votação”. Afirmou Monica.

Por fim, a vereadora desafiou; “Se o nosso projeto está com vício legislativo, eu desafio o presidente da Câmara a baixar um Ato da Mesa Diretora suspendendo o recesso legislativo. Os vereadores não podem ficar insensíveis ao momento em que estamos vivendo. Nós queremos continuar trabalhando, propondo medidas, fiscalizando e exercendo nosso papel nesse momento tão importante da história”. Desafiou a vereadora.

Leia mais: