Mônica de Beto poderá sair do PSB, e manda recado à oposição de Pocinhos: “O deputado está deixando a desejar”

A vereadora reforça que poderá compor chapa em 2020 com o vereador mais votado das últimas eleições de Pocinhos, Emmanoel Pereira

14 de março de 2019   

Vereadora de Pocinhos,Mônica de Beto(PSB), nos estúdios da Caturité FM. (Foto: Se Liga PB)

Em entrevista ao RC Notícias, na Rádio Caturité FM, nesta quinta-feira(14), a vereadora de Pocinhos, Mônica de Beto(PSB), voltou a reafirmar sua postura de neutralidade no legislativo pocinhense. Quando indagada sobre o motivo de seu posicionamento, a parlamentar não poupou críticas ao grupo político da oposição no município, que tem a liderança do presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino(PSB).

“Eu acho que quando falta interesse e atenção no grupo, que não valoriza o nosso trabalho, a gente precisa começar a se valorizar. Eu sou em prol do povo, eu fui eleita para trabalhar para o povo, não fui eleita pra defender deputado ou prefeito”, afirmou, deixando de lado as especulações de uma possível aproximação com o prefeito de Pocinhos , Claúdio Chaves(PTB).

Mônica criticou o prefeito, reforçando que ele precisa melhorar, e sublinhou que “o nosso deputado(Adriano Galdino) está deixando a desejar e muito”, ressaltando a falta de diálogo dentro do grupo. Mônica diz que sonha em disputar um cargo majoritário, de prefeita ou vice, no município, que um dia pretende alcançar.

“Pocinhos precisa de um nome novo, de algo novo”, dizendo que está aberta a dialogar, para que isso possa se concretizar já em 2020, juntamente com o vereador mais votado do município, Emmanoel Pereira(PTB), chapa que tem sido bastante especulada pelos moradores do município para o pleito do ano que vem.

“Estamos à disposição para dialogar, e ver o que a população precisa e quer. Se a população decidir que tenho que disputar mais um mandato de vereador eu vou disputar, mas a população pode decidir por esse caminho”, frisou, reforçando que em suas andanças a população tem pedido uma renovação, para além das disputas entre os grupos Chaves e Galdino.

“Os comentários das pessoas é todos um só: a gente quer algo novo. Porque você chega na cidade procura o prefeito e ele deixa a desejar, procura o deputado deixa a desejar, então a população clama e pede por algo novo. A juventude, os pocinhenses merecem”, afirmou.

Ainda na entrevista, Mônica disse que já recebeu convites para deixar o PSB e ir para outro partido, e que está avaliando as propostas. “Já tive vários convites, as mensagens e o telefone não param de chegar, e estou em conversa com os jovens que me acompanham e minha família. Na hora certa vamos decidir”, finalizou a vereadora.

Redação