No Se liga PB, Cabo Gilberto deixa seu nome à disposição para corrida ao governo do estado e fala sobre polêmicas

Publicado: 27/12/2021


Deputado Cabo Gilberto Silva no Se Liga PB

O deputado estadual Cabo Gilberto Silva, do PSL, em uma participação na manhã dessa segunda feira, 27, no programa Se Liga PB, disse que seu nome está à disposição das oposições como pré-candidato a governador do estado. 

O deputado, que havia informado a possibilidade de disputar uma vaga na Câmara Federal, mudou de ideia e deixa seu nome a disposição para uma possível disputa contra o atual Governador João Azevedo. Cabo Gilberto diz que é bom para a população ter vários nomes para escolher e que defende a união das oposições através de uma pesquisa. 

“Um vai abrir para o outro e se por ventura meu nome não tiver na frente eu posso disputar a Câmara Federal. Mas o nosso nome está posto como pré-candidato a governador e estamos trabalhando pra ter um partido, fazer parte do partido do presidente e convencer o presidente estadual aqui pra lançar o nosso nome com os demais líderes da oposição pra fazer uma equipe forte e encarar o atual governador”, declara o líder da oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba.

O parlamentar ainda falou sobre a polêmica envolvendo a retirada dos seus Outdoors que foram colocados em João Pessoa. “Arrancaram os nossos Outdoors, pagos com o nosso dinheiro”, falou.

O líder da oposição fala que a retirada surtiu efeito de forma contrária. “A sociedade está acompanhando, sabe o que está acontecendo junto com nosso mandato e com os demais militares. Já mandamos fazer mais de um mil perfurados para colocarmos nos veículos particulares. Agora é Outdoor ambulante”, expressou.

O Cabo Gilberto também falou sobre sua relação com Presidente da ALPB, Adriano Galdino, e a situação sobre o processo de cassação na Assembleia Legislativa.

“Eu estou mito tranquilo com relação a isso. Eu não cometi nenhum crime. Eu respeito o presidente, não tenho nada de pessoal contra ele, agora o presidente tem que se comportar como presidente de um poder e não como líder do governo”, declarou.

Leia mais:

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS