PARA TUDO! UFCG e UEPB estão juntas na paralisação pela educação em Campina Grande

Devido o corte de 30% do Governo Federal nas verbas para manutenção das universidades e institutos federais, professores e alunos se reuniram na manhã desta quarta-feira (15) para ocupar as ruas da cidade.

15 de maio de 2019   

Professores segurando cartazes contra o corte de verbas – SE LIGA PB

Devido o corte de 30% do Governo Federal nas verbas para manutenção das universidades e institutos federais, professores e alunos se reuniram na manhã desta quarta-feira (15) para ocupar as ruas da cidade.

‘’SÃO CORTES QUE PODEM NEUTRALIZAR O FUNCIONAMENTO DA EDUCAÇÃO NO PAÍS’’.

Em entrevista para o Se Liga PB, durante o protesto, o professor de Geografia da Universidade Estadual da Paraíba – Campus l, Faustino Moura Neto, nos disse que as medidas tomadas pelo Presidente da República são autoritárias e antidemocráticas. Preocupado, ele completa: ‘’São cortes que podem realmente neutralizar o funcionamento da educação no país. Não só no ensino superior, mas também no ensino básico. Isso, em todos os níveis, tanto estadual quanto federal e esse é o motivo pelo qual estou aqui.’’

Estudantes durante a paralisação na Praça da Bandeira, em Campina Grande – SE LIGA PB

Com tamanha repercussão, Jair Bolsonaro decidiu rever os cortes, mas até agora não resolveram muita coisa.

A estudante de Jornalismo, Brenda Queiroz (21), contou que a paralisação que ocorreu hoje é só um ensaio para engatar a greve nacional pela educação. O que vai engatar também são os movimentos estudantis, que reúnem cada vez mais estudantes para reivindicar direitos dentro das universidades públicas.

Depois de hoje, outra assembleia será realizada para decidir sobre a greve da Universidade Federal De Campina Grande, no próximo dia 14 de Junho.

Texto e Foto: Breno Marcondes (Se Liga PB)