Pré-candidato a vereador de CG, Robson Dutra diz que 39 anos de vida pública é motivo de voltar à política

Robson já foi vereador e deputado estadual, e ficou conhecido pelo trabalho filantrópico no Hospital Memorial Rubens Dutra.

17 de outubro de 2019   

Robson Dutra, na Caturité FM. (Foto: Renato Araújo- Se Liga PB)

“Eu tenho 39 anos que conheço política. Conheço prefeitura e governo do estado, como conheço a minha casa. Eu posso dizer que tive praticamente quatro mandatos consecutivos de deputado estadual, porque na última vez fiquei na suplência, e assumindo. Considero como quatro mandatos. Inclusive tive dois mandatos de vereador”.

Esse foi o resumo feito pelo ex-deputado estadual, e pré-candidato a vereador de Campina Grande, Robson Dutra, durante entrevista à Caturité FM, nesta quinta-feira(17), reforçando a sua intenção de disputar uma cadeira na Casa de Félix Araújo no ano que vem. Dutra lembrou que no período que foi vereador, chegou a ser líder de governo dos ex-prefeitos Ronaldo Cunha Lima e Cássio Cunha Lima. Como deputado, ele diz que chegou a ser líder governista na gestão de José Maranhão.

Robson também lembra que ajudou inúmeras pessoas carentes da Paraíba, quando colocou o Hospital Filantrópico Memorial Rubens Dutra, em Campina Grande. Ele lembra que um dos marcos de seus mandatos foi a luta para aumentar o número de escolas estaduais, fruto de lutas do seu mandato.

“Em quatro anos, eu consegui implantar o segundo em todas as escolas de Campina Grande, inclusive na zona rural, a exemplo dos Distritos de São José da Mata e Catolé de Boa Vista”, relembrou. O ex-parlamentar também frisou que durante a sua passagem, conseguiu garantir água em mais de 10 mil residências. “Eu tenho uma folha de serviços extremamente larga e forte de experiência. Isso eu não posso ser egoísta, pegar essa experiência e guardar isso em casa. Eu preciso ser coerente, pegar essa experiência, retornar à vida pública para poder servir à população de nossa cidade”, completou.

“Você só tem valor se tiver com o ‘canudo na mão’, se não tiver você perde o valor. Preciso voltar, e estou dizendo aqui que sou pré-candidato, deixando isso bem claro”, anunciou Robson durante a entrevista.

DEFINIÇÃO DE PARTIDO

Robson Dutra disse que no momento não está filiado a nenhum partido, e que essa definição “ainda é cedo pra ser feita, e precisa esperar a janela partidária”. “Hoje se acabou com a coligação partidária. Então você precisa ter a estrutura de candidatos e pré-candidatos, porque se você entrar num partido, que tenha uma votação expressiva e estrondosa, e não se elege”, disse, pontuando que ainda estuda qual legenda vai se filiar.

Na opinião de Dutra, o coeficiente eleitoral, que ele supõe, para conseguir ser eleito, na atual conjuntura, seria de 9 a 10 mil votos por partido. “Nós não vamos entra num partido bomba, de forma nenhuma”, complementou Robson.

Redação