Sindicato anuncia o novo piso salarial dos comerciários de CG em 2022

Publicado: 06/12/2021

José Rogério, presidente do Sindicato dos Comerciários de Campina Grande. (Foto: Renato Araújo)

Em entrevista à Rádio Caturité FM, nesta segunda-feira(06), o presidente do Sindicato dos Comerciários de Campina Grande, José Rogério(foto), anunciou os novos valores do piso salarial dos comerciários que atuam em três setores: Supermercados, Lojas e Farmácias. Os reajustes foram definidos durante a última convenção coletiva da categoria, com as entidades que representam o patronado na Rainha da Borborema.

LOJAS E SUPERMERCADOS

Para quem trabalha nos supermercados e lojas do setor varejista, o piso salarial atual é de R$1.166,00, acrescido de um abono salarial de R$200, referente ao período de julho a dezembro de 2021, aonde ele pode ser pago em cinco vezes ao funcionário. A partir de janeiro do ano que vem o piso ficará R$1.223,25, o ticket-alimentação no valor diário de R$8, e o vale-alimentação em 6%, dividido em duas vezes(supermercados) e cinco vezes(lojas). Já para as funções que recebem acima do piso, o reajuste será de 7%.

Em relação ao pagamento de diárias, para quem trabalhar nos feriados, começando a partir da próxima quarta-feira, 8 de janeiro, feriado do Dia de Nossa Senhora da Conceição, ficou definido: Nos supermercados, empresas com até 10 funcionários pagam R$ 40, acima de 10 R$ 48; já para as lojas R$38,50(lojas com até 10 funcionários) e R$45,60(acima de dez funcionários), e concessão de folga em até 35 dias.

FARMÁCIA

Para o comerciário do setor de Farmácias dos atuais R$1.184,80, a partir de janeiro do ano quem, o piso passará a ser R$1.228,41. “A diferença no setor de farmácias, para as demais convenções, é que tem a diferença salarial, a partir de 1º de julho, que pode ser paga em seis vezes, a ser paga de janeiro a junho do próximo ano. Outra diferença é para quem recebe acima do piso, que ficou em 9,22%, ficam mantidas as dez maiores comissões, além da instituição de prêmios por produtividade. E para quem trabalhar nos feriados, diária de R$40 e folga em até 30 dias”, sublinhou o sindicalista.

PARA AS TRÊS CATEGORIAS

Ficou definido na convenção a data-base: 30 de janeiro a 30 de junho de 2022. “Lembrando que foram mais cinco meses de negociação dura, mas que deu certo. O Sindicato termina 2022 com todas as convenções fechadas, e isso é muito bom para o trabalhador, e é algo que dá tranquilidade para todos os lados: o empresariado e para o trabalhador, para que todos possam trabalhar de maneira tranquila, mediante a situação de enfrentamento a pandemia, que todos nós estamos passando”, pontuou o presidente José Rogério.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS