TRAIÇÃO: Oposição faz manobra jurídica, e Câmara de Areial têm dois presidentes. Justiça determina novas eleições

Em entrevista ao Se Liga PB, o presidente Afonso diz que Marcos André traiu o prefeito Adelson. O vereador já tem um histórico de “idas e vindas” na bancada governista

29 de janeiro de 2019   

Afonso Henrique (à esquerda) foi eleito presidente, e Marcos André(à direita) fez uma “eleição” para tomar a presidência

O vereador e eleito para ser o presidente da Câmara Municipal de Areial no segundo biênio, Afonso Henrique (PSD), foi surpreendido na tarde desta segunda-feira (28) com uma liminar judicial, anulando a eleição que o elegeu presidente da Casa. O pleito aconteceu em 3 de Janeiro de 2017, e escolheu o vereador Ronaldo Souza (PSD) para presidir no primeiro biênio e Afonso para o segundo. A liminar judicial, recebida ontem, também determinou um prazo de 15 dias para se fazer novas eleições da mesa diretora.

A ação na Justiça foi movida pela bancada de oposição, que inicialmente havia sido indeferido pela Justiça, mas após vários meses tramitando, foi dado um parecer favorável pelo cancelamento da eleição. Segundo a ação, a Câmara não apresentou sua defes para as acusações de que o pleito feriu o regimento interno da Casa, por isso a eleição seria considerada nula. No entanto, nem mesmo o Ministério Público da Paraíba foi intimado para formular uma denúncia.

Entretanto, os vereadores da base do prefeito Adelson Benjamin foram surpreendidos com uma “manobra” dos opositores, contando com o apoio do vereador Marcos André(PSDB).  O vereador, juntamente com outros vereadores da oposição, realizaram uma reunião na Câmara, na manhã desta terça-feira(29), e elegeram Marcos André presidente.

“Eles atropelaram todos os trâmites, e simplesmente quiseram tomar a Câmara de todo jeito. Não tinham ninguém para presidir a sessão não registraram chapa, fizeram tudo irregular. Eles estão fazendo uma grande euforia, mas nós faremos ligeiramente a nossa defesa”, disse o presidente Afonso, em contato exclusivo com o Se Liga PB. “Contou com a traição do vereador Marcos André”, afirmou Afonso. “Isso foi uma traição do vereador Marcos André”, disse Afonso em outro trecho da conversa.

O presidente viajou na manhã de hoje à João Pessoa, para realizar uma consulta ao Tribunal de Justiça da Paraíba, para reaver a decisão proferida pela Justiça em Areial. Afonso tranquiliza a população, quanto ao fato de que agora o legislativo tem dois presidentes, e diz que a Câmara só tem ele como presidente, e diz que essa decisão será revertida. “Nós vamos pedir caráter de urgência, porque eles infringiram tudo, e deram uma de Lampião”, disse, tranquilizando a população de Areial quanto a essa polêmica.

Marcos André já tem um histórico de “idas e voltas” junto ao grupo político liderado pelo prefeito Adelson Benjamin. No ano passado, durante as eleições, Marcos anunciou rompimento com Adelson, durante participação em um programa de rádio da oposição na cidade. No dia seguinte retornou ao grupo, e já estava no palanque dos candidatos apoiados pelo prefeito no município.

Redação