Vereadores de Bayeux aceitam denúncia que pode cassar mandato de Berg Lima e instalam comissão processante

A denúncia oferecida pelo vereador Adriano Martins contra o prefeito Berg Lima foi recebida por unanimidade de votos dos vereadores no plenário da Casa

3 de outubro de 2017   

Os vereadores de Bayeux, localizada na Região Metropolitana de João Pessoa, reunidos em sessão na manhã desta terça-feira (03) aprovaram o pedido de cassação do prefeito Berg Lima, que foi afastado do cargo após ter a prisão decretada em 5 de julho.

A denúncia oferecida pelo vereador Adriano Martins contra o prefeito Berg Lima foi recebida por unanimidade de votos dos vereadores no plenário da Casa.

A comissão processante da denúncia será composta por três vereadores considerados desimpedidos que foram escolhidos através de sorteio. Os integrantes designados para a comissão são a vereadora França, representando o bloco parlamentar Podemos/PR/PDT, a vereadora Dedeta, representando o bloco PSL/PMN/PSD, e o vereador Jeferson Kita, representando a bancada do PSB.

O vereador Kita foi definido como presidente da comissão processante e a vereadora França foi escolhida como relatora da denúncia por votação entre seus pares.

As galerias da Câmara Municipal de Bayeux estão ocupadas com vários cidadãos que pedem a saída de Berg de forma permanente do cargo. Como forma de protesto, as pessoas gritam palavras de ordem como “justiça” e “Fora Berg”. Alguns também se vestiram de palhaços e muitos levaram cartazes com pedidos pelo fim da corrupção.

O pedido de cassação foi reapresentado na última sexta-feira (29) pelo vereador Adriano Martins (PMDB).

O prefeito de Bayeux, Berg Lima, foi preso no mês de julho quando foi flagrado recebendo dinheiro de um fornecedor da prefeitura.

Redação com clickpb