Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Pré-candidata a vereadora defende nome de Arnaldo Monteiro para a disputa em Esperança, e pontua importância da arborização para a zona urbana

De acordo com Aline, o município precisa de assistência e Arnaldo seria o pré-candidato mais forte para disputar a Prefeitura pelo grupo de oposição.

Publicado: 10/05/2024

FOTO: SE LIGA PB

A pré-candidata a vereadora de Esperança, Aline Santina (PL), em entrevista ao Programa Se Liga PB, na manhã desta sexta-feira (10), disse que o município precisa de mudança e defendeu o nome do superintendente do DNIT/PB e ex-deputado Arnaldo Monteiro (MDB), para concorrer ao executivo nas eleições de outubro. De acordo com ela, o município precisa de assistência e Arnaldo seria o pré-candidato mais forte para disputar a Prefeitura pelo grupo de oposição, diante de seu histórico de ex-prefeito e popularidade na cidade.

“O partido se juntou a Arnaldo e estamos buscando essa mudança. O retorno de Arnaldo é a solução para muitos problemas, principalmente pela disposição em escutar”, enfatizou. “Defendo que Arnaldo entre como pré-candidato. Ele já teve mandato e era forte na política. Pode não ser o novo, mas é a mudança”, acrescentou a pré-candidata reforçando a força política do ex-prefeito.

Na ocasião, Aline, que é arquiteta e urbanista, ainda defendeu a arborização no setor urbano e explicou que Esperança, conhecida como Lírio verde da Borborema, precisa voltar a ser reconhecida como tal, além de ter políticas públicas que atenda às necessidades da população.

A urbanista denunciou recentemente nas redes sociais a retirada das árvores da entrada da cidade, saída para Campina Grande, e pontuou que a ausência de arborização prejudica o clima urbano que, por muitos anos, se destacou pelo verde das árvores.

A prefeitura retirou as árvores do entorno do Campo da Rodoviária para substituir por palmeiras imperiais, que são muito bonitas, porém, segundo a urbanista, não proporciona benefícios como as árvores, que existiam há décadas no local,  proporcionavam para o meio ambiente. Ela frisou que a preservação do meio ambiente é fundamental para a vida humana e, no meio urbano, promove qualidade de vida, além de estimular o turismo.

“Esperança tem diversos outros problemas relacionados ao urbanismo, a drenagem das ruas, por exemplo, e aí vem várias situações que poderiam ser agregadas junto com a arborização. As pessoas não entendem ainda, mas uma rua confortável incentiva o comércio”, ressaltou a urbanista.

Redação

 

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS