Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Prefeito paraibano responsável por denunciar interferência da PRF nas eleições comenta prisão de Silvinei Vasques: “Justiça sendo feita”

Silvinei foi preso de forma preventiva, na manhã desta quarta-feira (09), em Florianópolis (SC).

Publicado: 09/08/2023

FOTO: SE LIGA PB

O prefeito de Cuité, no Curimataú paraibano, Charles Camaraense, em uma participação no Programa Se Liga PB, na manhã desta quarta-feira (09), comentou a prisão do ex-diretor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Silvinei Vasques, e definiu o fato como “Justiça sendo feita”.  Silvinei foi preso de forma preventiva, na manhã desta quarta-feira (09), em Florianópolis (SC).

“A justiça está sendo feita. Afinal quem estava mentindo? Hoje está se cumprindo o que a Justiça já tinha determinado”, destacou.

Charles foi o responsável por denunciar através de um vídeo, a interferência da PRF no segundo turno das últimas eleições presidenciais. Na ocasião, segundo a denúncia, a PRF estaria fazendo ‘blitz’ em algumas cidades, onde o presidente Lula teria obtido maior número de votação no primeiro turno, para intimidar os eleitores. A denúncia repercutiu nacionalmente e foi crucial para o início das investigações.

O prefeito foi citado na CPMI de 8 de Janeiro por Vasques, que chamou o gestor de mentiroso. Charles garantiu que a operação aconteceu, e confirmou a abertura de um processo contra o ex-diretor.

“A partir do momento que ele vem em rede nacional, e talvez por tese da defesa dele, vem me acusar, me deu o direito de ingressar com uma ação contra ele. Inclusive essa prisão dele mostra realmente quem estava mentindo. A gente vai até as últimas instâncias, para que toda a verdade seja apurada. Em nenhum momento eu menti, e quem mentiu realmente foi esse cidadão, que já está detido, através de um mando de Justiça que foi cumprido”, pontuou o gestor.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS