Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Prefeitura de Conde erra projeto de lei e servidores podem terminar 2023 sem receber 13º salário

Vereador Eduardo Cassol classificou o projeto de lei como uma tentativa da prefeita conseguir um “cheque em branco”. Prefeita tem até o dia 19 para corrigir o erro.

Publicado: 11/12/2023

Prefeita do Conde, Karla Pimentel. (Foto: Reprodução)

A Câmara de Conde, município da Grande João Pessoa, apontou falta de valores em reais em um projeto de lei da prefeita Karla Pimentel e deixou para a semana que vem a análise de um pedido para a Prefeitura abrir crédito suplementar e conseguir pagar o 13º salário dos servidores. No entanto, para ser votado, o projeto precisa ter o erro corrigido e há risco dos servidores ficarem sem o pagamento. 

O vereador Eduardo Cassol classificou o projeto de lei como uma tentativa da prefeita conseguir um “cheque em branco”. Com o erro, o presidente da Câmara, Luzimar Nunes, optou por retirar o projeto de pauta até que a prefeita reenvie o documento.

“Conseguimos tirar de pauta (o projeto) e deve ser votado na segunda-feira. O projeto veio errado, não veio nenhum valor, e também não tinha passado pela Comissão de Finanças da Câmara. Era pra assinar um cheque em branco para ela?”, questionou o vereador.

Na reta final deste ano, a Câmara de Conde vai ter mais duas sessões antes do recesso: uma na segunda-feira (18) e outra na terça (19). Esse é o prazo limite citado pelo vereador Eduardo Cassol para que a Prefeitura corrija o documento e tenha tempo para pagar aos servidores.

“Dia 19 é a nossa última sessão neste ano. Se não corrigirem há risco de não pagamento do décimo terceiro aos servidores”, falou o parlamentar.

Veja abaixo o projeto de lei enviado pela Prefeitura de Conde à Câmara Municipal:

Com Halan Azevedo/ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS

Rolar para o topo