Presidente do Sindicato Rural de Esperança fala das dificuldades enfrentadas pelos agricultores, e das ações em prol do homem do campo

O sindicalista comentou sobre a produção de Energia Solar no município.

Publicado: 11/05/2022

FOTO: SE LIGA PB

O presidente do Sindicato Rural de Esperança, o sindicalista Assis, em entrevista ao Programa Se Liga PB, na manhã desta quarta-feira, 11, falou sobre as dificuldades enfrentadas pelo homem do campo, e das ações do Sindicato em prol dos agricultores e agricultoras do município.

Assis que está à frente da entidade há 26 anos, disse que a violência no campo tem crescido, e a insegurança tem assolado a zona rural de Esperança. Ele contou que a luta é grande, e que as famílias têm se organizado para poder se manter em suas terras, evitando o êxodo rural.

Além da insegurança, o presidente da entidade ainda destacou como dificuldade a demora no plantio, por conta da falta de planejamento, e de programas de maior assistência aos agricultores.

“Eu acho que deveria ter programas mais voltados aos agricultores, mais atenção e planejamento. Deveria se ter uma atenção maior para com os agricultores”, disse.

O sindicalista pontuou que através da parceria com a SPTA, o Sindicato se encontra com um trabalho de aquisição de cisternas para as famílias que não possuem o reservatório de água em sua residência.

“Estamos fazendo um levantamento e ainda não temos uma data de quando vai começar, mas acredito que isso é uma coisa que vai acontecer”, contou.

Na ocasião Assis ainda comentou sobre a produção de Energia Solar no município, e explicou que os governantes deveriam fazer com que os agricultores tivessem acesso a esse tipo de energia, e citou o primeiro Projeto de Energia Solar no Sítio Caldeirão de Esperança.

“Estamos tentando uma parceria com o IFPB de Esperança para que esse projeto seja feito”, frisou o sindicalista.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS