Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Preso na Argentina, ex-Braiscompany ainda aguarda trâmites para ser entregue às autoridades brasileiras

Funcionário foi preso junto a Arthur Barbosa e Sabrina Mikaelly, outros integrantes da empresa de criptoativos campinense e considerados do 'alto escalão' do empreendimento.

Publicado: 26/06/2023

FOTO: REPRODUÇÃO

O ex-funcionário da Braiscompany, Victor Hugo, preso pela Polícia Federal em uma ação integrada com as forças de segurança da Argentina, segue aguardando os trâmites para se entregue as autoridades brasileiras. Hugo e o casal Arthur Barbosa e Sabrina Mikaelly, também funcionários da Braiscompany, foram presos na última sexta-feira (23) quando tentavam adentrar a Argentina. 

Eles fariam parte do alto escalão da empresa. De acordo com informações detalhadas ontem pela Polícia Federal, os três indivíduos estavam foragidos desde maio de 2023, quando foram emitidos mandados de prisão contra eles pela 4ª Vara Federal de Campina Grande/PB. 

Após descobrir o plano de fuga dos suspeitos, a Polícia Federal iniciou diligências e acionou as autoridades paraguaias e argentinas para dar apoio, caso os indivíduos  ingressassem em território estrangeiro, uma vez que eles estavam inclusos na lista de procurados da Interpol.

Os três procurados foram detidos pela  Gendarmeria na aduana, quando tentavam entrar no território argentino emmomentos distintos. Ainda na sexta-feira, dois dos detidos, Arthur e Sabrina, foram expulsos da Argentina e entregues à PF, na aduana da Ponte Internacional Tancredo Neves, para posterior apresentação ao Juízo competente. 

A Operação Halving foi deflagrada em  fevereiro de 2023 nos estados da Paraíba e São Paulo, com o objetivo de combater crimes contra o sistema financeiro e o mercado de capitais, supostamente cometidos por sócios de uma empresa especializada em  criptoativos.

Com ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS