Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Professores de Santa Rita deflagram greve a partir da próxima semana; magistério alega ‘inércia’ da prefeitura com a classe

De acordo com o profesor José Wamberto de Oliveira, do Sindicato dos Servidores do município (Sinfesa), a decisão pela greve foi tomada em meio a inércia do poder público local.

Publicado: 29/02/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

O município de Santa Rita deverá registrar uma nova greve no funcionalismo público a partir da próxima semana. A nova greve será deflagrada a partir da terça-feira (05) por parte dos professores vinculados à prefeitura municipal.

De acordo com o professor José Wamberto de Oliveira, do Sindicato dos Servidores do município (Sinfesa), a decisão pela greve foi tomada em meio a “inércia” do poder público local.

“A assembleia (do sindicato) deliberou perante a inércia da gestão pública municipal de Santa Rita, que a gente começa uma greve a partir do dia 05, terça-feira por tempo indeterminado. Haja vista a inércia em relação aos pleitos encaminhados, não (tivemos) respostas)”, explicou em entrevista à imprensa.

A assembleia que definiu a greve foi realizada ontem (28); Hoje (29) ofícios devem ser entregues à administração do município, oficializando a greve.

“Vamos deixar 30% do percentual (dos servidores) para que as escolas não paralisem de forma geral”, explicou. Tal percentual é previsto em lei, segundo checou a reportagem.

Pedidos não atendidos

Entre os pedidos feitos pelo magistério de Santa Rita e não atendidos até o momento está o pagamento do piso do magistério, que segundo a classe não é pago pela prefeitura de Santa Rita e a revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR).

Na terça-feira (05), a greve deverá ter início com um ato simbólico, com uma espécie de ‘corrente humana’, na praça Getúlio Vargas, a principal da cidade.

Com ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS