Projeto sobre recesso não foi votado pela Câmara de Pocinhos e vereadores acusam colega de espalhar notícia falsa 

O Presidente da Câmara, vereador Duda Menezes (AVANTE), ainda não se manifestou.

Publicado: 01/06/2022

FOTO: REPRODUÇÃO CÂMARA

Uma notícia dando conta que a Câmara de Pocinhos havia rejeitado um projeto de autoria do vereador Henrique Albuquerque (AVANTE), pedindo a redução do recesso parlamentar, é falsa e gerou transtorno entre os colegas do parlamentar. 

Nossa equipe conversou com os vereadores de oposição, eles explicaram que o projeto não entrou em pauta por não ter conseguido assinaturas suficientes, isto é, nem os vereadores da base governista acataram o projeto, que foi retirado de pauta, sendo assim, não houve votação. 

O líder da bancada, vereador Memel Chaves (Pros) acrescentou que o autor do projeto não procurou os vereadores de oposição: Mônica de Beto (PDT), Helder Bozó (PROS) e Floripes (PDT). “Nós não tínhamos conhecimento sobre esse projeto, que não foi colocado em votação. O colega vereador, autor do projeto, espalhou notícia falsa e gerou transtorno”, destacou. 

O parlamentar ainda confidenciou que os vereadores de Pocinhos não recebem 13º salário, como também foi noticiado: “vereadores não têm 13ª salário, mas o vereador Henrique sempre cobra nos bastidores”, confidenciou falando sobre hipocrisia. 

O Presidente da Câmara, vereador Duda Menezes (AVANTE), ainda não se manifestou.

Segue nota: 

Nós, vereadores de oposição de Pocinhos, estamos estarrecidos com as notícias falsas espalhadas pelo vereador Henrique Albuquerque (AVANTE), dando conta que o poder legislativo reprovou um projeto de sua autoria pedindo recesso de 120 para 75 dias. Reafirmamos que não tomamos conhecimento sobre esse projeto, uma vez que não fomos comunicados anteriormente pelo autor da propositura. Esclarecemos que o projeto NÃO obedeceu aos requisitos em lei para sua apreciação e foi retirado de pauta, como informado pela presidência da casa legislativa. 

É preciso, neste momento, que a nossa bancada transmita ao povo de Pocinhos os verdadeiros interesses do vereador Henrique. Ele se esqueceu de comunicar que é considerado “o rei das diárias” e esse parlamento adaptou horários para o mesmo estudar em Campina Grande. 

Esse mesmo vereador induz os colegas pedirem a dispensa da leitura das atas, sendo “tão trabalhador” que quer sair rapidamente das sessões. E, ainda, é agraciado na gestão municipal. 

A nossa bancada também esclarece que os vereadores não recebem 13ª salário, ação sugerida pelo próprio Henrique nos bastidores da Câmara Municipal. 

Queremos finalizar com a certeza que estamos fazendo a coisa certa, trabalhando diariamente pelo desenvolvimento de nossa terra e, principalmente, de nossa gente. Lamentamos profundamente as distorções e ressaltamos o nosso compromisso com a verdade. 

Defendemos uma imprensa livre e democrática, que, infelizmente, foi induzida ao erro pelas informações errôneas. 

Assinam: 

Vereador Memel Chaves;

Vereador Floripes Marcone;

Vereadora Mônica de Beto;

Vereador Helder Bozó 

Pocinhos, 01 de junho de 2022

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS