Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Receita faz alerta para golpes na internet na hora de declarar o imposto de renda; veja como evitar

O trâmite pode ser feito on-line, até o último dia do mês de maio de 2024.

Publicado: 18/03/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

Os riscos na hora de acertar as contas com o leão. Desde a última sexta-feira (15/03), os cidadãos brasileiros já podem fazer gratuitamente sua declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF), referente ao ano base de 2023. O trâmite pode ser feito on-line, até o último dia do mês de maio de 2024.

Com isso, golpistas se aproveitam para criar falsos sites ou aplicativos. Foram identificadas campanhas maliciosas, valendo-se da importância do tema e do início do período de entrega da declaração, induzindo usuários a baixar e instalar Apps falsos a partir das diferentes lojas de aplicativos para dispositivos móveis (Google Play Store para dispositivos Android ou App Store para dispositivos iOS), alertou o Centro de Prevenção, Tratamento e Resposta a Incidentes Cibernéticos de Governo (CTIR Gov).

Para evitar ser vítima de golpes, a recomendação do CTIR Gov é que o cidadão baixe somente o aplicativo disponível no site da Receita Federal e utilize apenas essa página para fazer sua declaração.

O CTIR Gov reforça também que todas as informações sobre o Imposto de Renda sejam buscadas neste endereço: “O CTIR Gov enfatiza que todas as informações, orientações e programas referentes ao IRPF estão publicados exclusivamente no endereço oficial da Receita Federal do Brasil (RFB), disponível em: https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/assuntos/meu-imposto-de-renda

O aplicativo permite não apenas acompanhar a declaração, mas também a situação de cada pessoa em diversos sistemas da Receita Federal, como CPF, processos em andamento, agendamentos, pedidos de restituição, empregados domésticos no eSocial, cadastro de atividades econômicas, entre outras informações. É possível ainda visualizar as últimas notícias, vídeos institucionais, aplicativos e a localização geográfica das unidades da Receita Federal em todo território brasileiro.

Parte dos contribuintes aproveitou o fim de semana para acertar as contas com o Leão. Até as 16h de ontem, domingo (17/03), a Receita Federal recebeu 2,24 milhões de declarações. Isso equivale a 5,23% das 43 milhões esperadas para este ano.

Na Paraíba, quase 20 mil declarações de Imposto de Renda Pessoa Física (2024) já foram enviadas na Paraíba no primeiro dia do prazo, conforme o sistema de acompanhamento da Receita Federal. De acordo com os dados, até as 11h deste sábado (16) 19.441 pessoas já tinham efetuado a declaração na Paraíba.

A declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2024 deve ser entregue até o dia 31 de maio. A partir deste ano, esse será o período fixo para entrega da declaração. A previsão da Receita Federal é que 453.827 declarações do Imposto de Renda sejam enviadas na Paraíba em 2024.

O novo intervalo, segundo a Receita, foi necessário para que todos os contribuintes tenham acesso à declaração pré-preenchida, que é enviada duas semanas após a entrega dos informes de rendimentos pelos empregadores, pelos planos de saúde e pelas instituições financeiras.

Segundo a Receita Federal, 88% das declarações entregues até agora terão direito a receber restituição, enquanto 6,7% terão que pagar Imposto de Renda e 5,3% não têm imposto a pagar nem a receber. A maioria dos documentos foi preenchida a partir do programa de computador (72,8%), mas 16,6% dos contribuintes recorrem ao preenchimento online, que deixa o rascunho da declaração salvo nos computadores do Fisco (nuvem da Receita), e 10,7% declaram pelo aplicativo Meu Imposto de Renda.

Um total de 47,1% dos contribuintes que entregaram o documento à Receita Federal usaram a declaração pré-preenchida, por meio da qual o declarante baixa uma versão preliminar do documento, bastando confirmar as informações ou retificar os dados. A opção de desconto simplificado representa 57,4% dos envios.

Até 2019, o prazo de entrega da declaração começava no primeiro dia útil de março e ia até o último dia útil de abril. A partir da pandemia de covid-19, a entrega passou a ocorrer entre março e 31 de maio. Desde 2023, passou a vigorar o prazo mais tardio, com o início do envio em 15 de março, o que dá mais tempo aos contribuintes para prepararem a declaração desde o fim de fevereiro, quando chegam os informes de rendimentos.

PB Agora

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS