Relator da Lei Aldir Blanc no Senado, Veneziano exalta articulação que derrubou vetos de Bolsonaro e garantiu quase R$ 7 bilhões à Cultura

O senador destacou a importância de valorizar a cultura do Brasil e de fomentar um segmento que tanto sofreu durante a pandemia

Publicado: 06/07/2022

Foto: Reprodução/ Assessoria

O Vice-presidente do Senado Federal, Senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) exaltou, na noite desta terça-feira (05), a articulação, da qual fez parte, para a derrubada dos vetos do presidente Jair Bolsonaro à Lei Paulo Gustavo e à Lei Aldir Blanc, que previa destinação de recursos para a Cultura brasileira. Os vetos foram derrubados pelo Congresso Nacional – Senado Federal e Câmara dos Deputados na noite desta terça.

Como relator da Lei Aldir Blanc no Senado Federal, Veneziano comemorou a derrubada dos vetos, o que vai proporcionar à Cultura quase R$ R$ 7 bilhões, sendo R$ 3,86 bilhões através da Lei Paulo Gustavo e R$ 3 bilhões através da Lei Aldir Blanc.

“O presidente tinha vetado a Lei Paulo Gustavo e a Lei Aldir Blanc, vetando-as como propostas legislativas, e o Congresso Nacional reagiu, como não poderia ser diferente, em defesa de milhares e milhares de cidadãos e de milhões de brasileiros que fazem a nossa cultura, que movimentam a nossa economia, que valorizam as nossas diversidades”, destacou Veneziano.

Ele destacou a importância de valorizar a cultura do Brasil e de fomentar um segmento que tanto sofreu durante a pandemia. “Tive a oportunidade, na condição de Senador, de relatar, nos dois instantes, tanto a Aldir Blanc, no momento da emergencialidade da pandemia, como a proposta que, de fato, gera uma política, não improvisada, não arranjada, mas uma política perene de valorização a esse setor que tem sido tão drástica e traumaticamente ofendido”.

Assessoria de Imprensa
Senador Veneziano Vital do Rêgo – MDB/PB
Vice-Presidente do Senado Federal

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS