Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Senador é ameaçado de morte em e-mail que fala sobre ataques terroristas em Brasília

E-mail foi recebido pelo gabinete do senador Marcos do Val (Podemos-ES), parlamentar eleito pelo Espírito Santo.

Publicado: 10/08/2023

FOTO: REPRODUÇÃO

O senador Fabiano Contarato (PT-ES) foi ameaçado de morte e sofreu ataques homofóbicos por meio de um e-mail encaminhado nesta quinta-feira (10). Na mensagem de ódio, o autor demanda a renúncia do parlamentar e diz que, caso contrário, “vamos lançar uma série de ataques terroristas no Distrito Federal”. 

O e-mail foi recebido pelo gabinete do senador Marcos do Val (Podemos-ES), outro parlamentar eleito pelo Espírito Santo. Ele também foi chamado de “palhaço sem graça” e ameaçado: “Se ele [Contarato] não renunciar, vamos te matar”. Do Val repassou a mensagem a Contarato e acionou a Polícia Legislativa do Senado para que “adote as providências urgentes e necessárias para o esclarecimento e apuração de autoria das ameaças de morte recebidas, bem como dos ataques terroristas”. 

O emissor se identifica como “capixaba raiz”. Ele alega que Contarato não pode representar o “povo capixaba” por ser “incompetente, corrupto, homossexual e pedófilo”. “Não vamos aceitar que o estado mais branco do Brasil colonizado por italianos e alemães de raça pura seja representado no Senado por um viado [sic].”

Todas as ameaças são feitas no plural, o que sugere que há mais pessoas por trás dos planejamentos. “Estamos estocando grande quantidade de explosivos […] e vamos levar na surdina para Brasília para usar na hora certa”, diz o e-mail, que diz os ataques poderiam ocorrer na Esplanada, no Hospital de Base, em restaurantes frequentados por políticos ou no Congresso. “O ataque do George Washington contra o aeroporto de Brasília ia ser brincadeira de criança perto do que faremos.”

O senador Contarato afirmou já ter acionado a Polícia Legislativa e registrado um boletim de ocorrência para solicitar a identificação do autor. “Já fui vítima de inúmeros ataques daqueles que se sentem autorizados a assediar os que rejeitam suas teses políticas anticivilizatórias. Mas esses ataques desprezíveis e criminosos não me intimidarão”, disse. 

Por R7

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS