Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

TCE-PB aperta o cerco e vai monitorar gastos com festas juninas para evitar excessos em ano eleitoral

O presidente do TCE-PB, conselheiro Nominando Diniz, afirmou na quarta-feira (22) que o órgão comparará os investimentos realizados neste ano com os de 2023 para detectar possíveis abusos.

Publicado: 23/05/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) está vigilante para evitar gastos excessivos com festas juninas em 2024, um ano eleitoral. O presidente do TCE-PB, conselheiro Nominando Diniz, afirmou na quarta-feira (22) que o órgão comparará os investimentos realizados neste ano com os de 2023 para detectar possíveis abusos.

Em entrevista ao programa Hora H, Nominando Diniz enfatizou que os municípios que aumentarem significativamente seus gastos em comparação ao ano anterior terão que justificar essas despesas.

“Os municípios que gastaram no ano passado um valor X, terão de justificar por que estão aumentando esses gastos. Se não for razoável nem econômico com o dinheiro público, o tribunal vai agir,” destacou.

O TCE-PB espera que essa fiscalização rigorosa ajude a garantir que os recursos públicos sejam utilizados de forma responsável e que as prioridades essenciais não sejam negligenciadas em prol de despesas supérfluas.

PB Agora

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS