Veneziano diz que votação do Senado que regularizou piso dos ACS e ACE foi uma votação histórica

O senador também enfatizou seu compromisso com o piso salarial da Enfermagem.

Publicado: 05/05/2022

FOTO: REPRODUÇÃO

O senador e pré-candidato ao Governo do Estado, Veneziano Vital do Rêgo (MDB), em uma participação no Programa Se Liga PB, na manhã desta quinta-feira, 05, comentou sobre a sessão do Senado desta quarta-feira (4). Veneziano presidiu a votação que constituiu o Programa de Agentes Comunitários de Saúde e de Combate a Endemias, constitucionalizando o piso salarial no valor de dois salários mínimos para as categorias. A matéria apresentada na Câmara dos Deputados em 2011, depois de um extenso trajeto, foi aprovada pelo Senado por unanimidade.

“Historicamente foi de relevância extraordinária conseguir fazer com que essa matéria fosse constitucionalizada, dar segurança as categorias”, pontuou.

O senador também enfatizou seu compromisso com o piso salarial da Enfermagem. Segundo ele, a matéria já havia sido votada favoravelmente pela Casa, e nesta quarta-feira (4), foi votada e aprovada pela Câmara Federal, e havendo algumas mudanças, retornará para o Senado para conclusão deliberativa. Veneziano destacou que os senadores e senadoras continuarão com a mesma posição, que é da defesa dos muitos profissionais que atuam na área.

“Quero acreditar que até o final do mês nós tenhamos condições de colocar para apreciação também essa matéria”, explicou o pré-candidato a governador, destacando a importância dos profissionais, especialmente durante a pandemia.

Sobre sua pré-campanha, o senador contou que está ampliando o contato com as lideranças políticas do Estado, e na próxima semana estará cumprindo agenda, com debates, diálogos e construção de parcerias para o seu projeto rumo ao Governo do Estado.

“O diálogo com a sociedade paraibana deve ser feito para legitimar as ações”, disse.

Veneziano ainda falou que foi convidado e irá participar em São Paulo, neste sábado (7), às 10h da manhã, do evento de lançamento da pré-candidatura do ex-presidente Lula à Presidência da República.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS