Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Vice-prefeito de Pocinhos descarta rompimento e qualifica oposição como “fragilizada”

Pauliano reforçou seu compromisso com a gestora e defendeu a união do grupo em prol da continuidade do projeto político que, segundo ele, mudou a realidade do município.

Publicado: 02/03/2024

FOTO: SE LIGA PB

O vice-prefeito de Pocinhos, Pauliano Lamec, em entrevista ao Programa Se Liga PB, na tarde deste sábado (02), descartou a possibilidade de rompimento com a prefeita Eliane Galdino e qualificou a oposição da cidade como “fragilizada”.

“Acho sim que a oposição está fragilizada, é uma questão pessoal minha, porque a administração de Eliane, a nossa administração, é tão exitosa e competente que ofusca qualquer pessoa que vier a concorrer contra”, afirmou.

De acordo com Lamec, a gestão de Eliane Galdino tem sido marcada por muito trabalho e a oposição não tem um discurso que justifique, já que o município evolui a cada ano. Ele enfatizou que ‘em time que está se ganhando não se mexe’, especialmente em uma gestão muito bem avaliada como a de Eliane, que ainda tem muitos projetos para Pocinhos.

“Hoje a nossa gestão é muito exitosa. Estamos sendo muito bem aprovados pela população”, destacou.

O vice-prefeito revelou que recentemente foi paquerado pela oposição, porém sua lealdade ao grupo de situação prevalece, uma vez que o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Adriano Galdino, é seu líder político, juntamente com a prefeita, que tem contribuído a essa lealdade.

“Pocinhos está vivendo um momento melhor. Não é uma questão só política partidária momentânea, é algo único. Temos hoje uma prefeita que tem um esposo presidente da Assembleia do estado, que tem um cunhado deputado federal, que tem Efraim como senador e um governador muito parceiro. Interromper isso é uma perca para o município”, ressaltou.

Pauliano reforçou seu compromisso com a gestora e defendeu a união do grupo em prol da continuidade do projeto político que, segundo ele, mudou a realidade do município.

“Pocinhos precisa que Eliane seja reeleita, que o grupo continue unido, e eu quero estar tendo essa honra de continuar vice-prefeito ao lado dela, porque eu vejo que ela é uma pessoa que tem toda as ferramentas para fazer Pocinhos continuar nesse ritmo acelerado que está”, pontuou. “ Tenho um respeito e admiração por ela e o deputado e, mesmo não estando na majoritária, não rompo, sou grupo”, concluiu.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS