Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Apagão nacional deixa municípios da Paraíba e mais 17 estados sem energia

Já foi confirmado que a falta de energia aconteceu na Paraíba e 17 estados. 

Publicado: 15/08/2023

Foto: Reprodução

Ao menos seis cidades na Paraíba registram falta de energia, nesta terça-feira (15). O problema não foi local e sim nacional, porém ainda  não se sabe ao certo o que provocou a queda de energia elétrico.

Já foi confirmado que a falta de energia aconteceu na Paraíba e 17 estados. 

Na Paraíba, há relatos de falta de energia em João Pessoa, Santa Rita, Mamanguape, Cabedelo, Solânea, Casserengue e Campina Grande.

Em João Pessoa, a falta de energia afetou os semáforos e elevadores. 

A rede de celular foi afetada e muitas pessoas ficaram sem sinal. O problema aconteceu por volta das 8h40 da manhã e durou cerca de dez minutos, na Paraíba.

A Energisa, que atende a Paraíba, confirmou que o problema foi nacional. Em nota, a empresa informou que “um evento no Sistema Interligado Nacional interrompeu, por proteção, o suprimento de energia para várias estados do país, incluindo a Paraíba”.

Segundo a Energisa, o fornecimento de energia já foi completamente restabelecido no estado. As causas serão apuradas e esclarecidas pelo Operador Nacional do Sistema (ONS).

Ficaram sem energia os seguintes estados:

  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Goiás
  • Maranhão
  • Minas Gerais
  • Pará
  • Paraíba
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio de Janeiro
  • Santa Catarina
  • São Paulo
  • Tocantins

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) informou que uma equipe semáforica está vistoriando todos os pontos, onde houve informações de queda.

Até as 9h20, os semáforos apagados eram os seguintes:

  • Av. Pres. Epiácio Pessoa x Hilda Lucena;
  • Av. Pres. Epiácio Pessoa x Paulino Pinto;
  • Av. Pres. Epiácio Pessoa x Marcionila da Conceição;
  • Av. Pedro I x Princesa Isabel;
  • Agostinho Fonseca Neto x R. Dr. Manoel Lopes Carvalho.

Com Nice Almeida/ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS

Rolar para o topo