Ex vice-prefeito diz que existem funcionários fantasmas na prefeitura de Montadas: “Funcionários fantasmas que nunca foram dentro de Montadas estão lá recebendo”

O ex vice-prefeito de Montadas e ex-candidato a prefeito, professor Lulu, vou o entrevistado do Programa Se Liga PB, da manhã desta sexta-feira (11).

Publicado: 11/03/2022

Foto: Se Liga PB

O ex vice-prefeito de Montadas e ex-candidato a prefeito, professor Lulu, foi o entrevistado do Programa Se Liga PB, da manhã desta sexta-feira, 11. Lulu disse que existem funcionários fantasmas na prefeitura de Montadas que nunca deram expediente nas funções.

“Funcionários fantasmas que nunca foram dentro de Montadas estão lá recebendo, funcionário que nunca vimos em um expediente”, declarou.

O ex vice-prefeito também falou dos precatórios do FUNDEF, e voltou a dizer que o prefeito Jonas de Souza (PSD), utilizou o dinheiro dos precatórios dos professores em reformas de escolas. Segundo Lulu, o atual gestor, usou 100% dos valores para as reformas, sendo que 60% seria para pagamento aos profissionais da Educação. Ele explicou que o prefeito Jonas, como gestor, deveria ter resolvido a questão dos precatórios dos professores, vendo uma maneira de pagar os profissionais.

“Ele devia ter arrumado uma brecha e usado os 40%, e deixado os 60% dos professores, mas não, ele pega um dinheiro que veio de mão beijada, em uma época de campanha política, aproveita e usa pra fazer reformas de escolas. Por isso que eu afirmo e reafirmo que as escolas foram reformadas com o dinheiro dos professores”, ressaltou.

Na ocasião o professor Lulu falou sobre apoios políticos e disse que a oposição de Montadas é democrática, e cada um escolhe o pré-candidato que tem mais afinidade. Ele frisou que para federal seguirá a posição do grupo, mas para estadual está com o deputado Anderson Monteiro (MDB). Lulu ainda pontuou que o grupo não está divido, apenas tem as suas afinidades.

“A oposição não te um cabeça, tem várias lideranças dentro dela. Não é dividida é só questão de pessoas que possuem afinidades e planos políticos. Somos oposição, não temos governo, então todos estão livres, e cada um fica com quem tem afinidade, e não tem isso de ficar brigando, é democrática”, pontuou.

O ex candidato a prefeito ainda falou que para as eleições de 2024 seu nome está à disposição, assim como tantos nomes bons, e citou o nome do jornalista Paolloh Oliver.

“O meu nome está à disposição, temos o de Paolloh Oliver também, que estou sabendo, ótimo. Temos outros nomes, muitos bons nomes”, finalizou.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS