Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Familiares de ex-prefeito e prefeito de Sapé se envolvem em confusão em shopping

Caso aconteceu na praça de alimentação de um shopping de João Pessoa. Parte das agressões foram filmadas em vídeo e todos foram levados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil.

Publicado: 14/08/2023

FOTO: REPRODUÇÃO

Terminou na Central de Flagrantes da Polícia Civil da Paraíba, em João Pessoa, uma confusão registrada num shopping da capital paraibana e que envolveu grupos políticos rivais da política de Sapé. O caso aconteceu no final da tarde desse domingo (13) e envolveu inicialmente a esposa do ex-prefeito e o atual prefeito.

No caso, Tereza Carneiro é ex-primeira-dama do município, já que ela é casada com o ex-prefeito José Feliciano, e nesse domingo ela se encontrou por acaso com o prefeito Major Sidnei, seu adversário político, na praça de alimentação de um shopping.

É ela mesma quem grava um vídeo, que a flagra xingando o adversário. Ela o chama de “ladrão” e ironiza dizendo que “enquanto Sapé não tem remédio, o prefeito está passeando no shopping”.

Num primeiro momento, o atual prefeito, que está acompanhado da família, tenta se afastar sem falar nada. Mas um outro registro em vídeo já mostra uma confusão mais acentuada. Nesse vídeo, o ex-prefeito aparece discutindo com um homem. Mais ou menos na mesma hora, duas mulheres, perto deles, iniciam uma briga.

Todos foram para a Central de Polícia de João Pessoa e só saíram depois de meia-noite, quando ambos os lados assinaram um termo circunstanciado de ocorrência por vias de fato. Eles vão precisar prestar esclarecimentos à justiça.

Major Sidnei, depois, utilizou as redes sociais. Ele disse que queria tranquilizar a todos e se referiu a um “fato lamentável”. Disse que ele e sua família foram abordados por Tereza Carneiro e toda a sua família e que foram agredidos. “Acredito nas autoridades e na apuração dos fatos”, pontuou.

A ex-primeira-dama também se pronunciou. Admitiu que chamou o desafeto de “ladrão”, mas disse que familiares do prefeito atacaram o pai dela, dando-lhe socos.

De acordo com Tereza Carneiro, ela se indignou quando viu o rival fazendo um discurso no meio do shopping, dizendo que Sapé era de primeiro mundo. “Eu passei e falei. O Gaeco veio lhe buscar e vai lhe buscar de novo”, destacou, em referência ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba.

Tereza se referia a uma operação realizada no município em 2022, que na verdade tinha como alvo um ex-secretário de Financas de Sapé, nomeado pelo prefeito em 2021 mesmo após já ter sido condenado por ação de improbidade e ter as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) quando era presidente da Câmara Municipal de Sobrado.

Famup se pronuncia

A Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup) se pronunciou por meio de nota nesta segunda-feira (14) repudiando “os ataques sofridos pelo prefeito de Sapé, Major Sidnei, que foi agredido pela esposa de um ex-prefeito do município”.

A entidade disse entender as divergências de ideias, pensamentos e ideológicas e que essas questões são comuns à atividade política, mas ponderou que “ataques pessoais e agressões verbais ou físicas ultrapassam o limite do campo dos pontos de vista diferentes e entram em uma esfera perigosa para a democracia”.

A nota se solidariza com o prefeito e destaca que não se pode normalizar esse tipo de atitude. “É preciso tratar com o rigor da lei os excessos e repudiar toda a qualquer atitude de violência na política”.

Com g1 PB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS

Rolar para o topo