Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Governo Federal fará PIX de R$ 5,1 mil por família que perdeu bens nas chuvas do RS, anuncia Rui Costa

Segundo Rui Costa, a medida deve beneficiar 200 mil famílias – o custo é estimado em R$ 1,2 bilhão, mas pode aumentar até o fim das chuvas.

Publicado: 15/05/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

Um pacote de ações voltadas para famílias atingidas pelas chuvas e cheias no Rio Grande do Sul, será anunciado, nesta quarta-feira, (15)  pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT),  em São Leopoldo (RS).

“Essas pessoas que perderam bens  terão de forma rápida, facilitada, via Caixa Econômica, a transferência nas suas contas, via PIX, de R$ 5,1 mil”, disse Rui.

“Todas as pessoas que perderam seu objetos. A comprovação se dará apenas pelo endereço que a pessoa mora. Quem perdeu todos os documentos vai lá, diz seu CPF. Vai ser via aplicativo da Caixa, com a autodeclaração das pessoas. E esse endereço, evidente, será checado.”
Segundo Rui Costa, a medida deve beneficiar 200 mil famílias – o custo é estimado em R$ 1,2 bilhão, mas pode aumentar até o fim das chuvas.

Entre os benefícios, o governo federal deve anunciar a criação de um auxílio em parcela única para famílias de baixa renda que ficaram desabrigadas.

Lula também deve incluir famílias em estado de vulnerabilidade na folha de pagamento do Bolsa Família, programa de transferência de renda do governo federal.

O governo também anunciou medidas para facilitar o saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS):

Os trabalhadores das cidades atingidas poderão sacar até R$ 6.220 das contas ativas;
o prazo mínimo de 12 meses desde o saque mais recente, previsto em lei, não será considerado;
a medida vale para trabalhadores das cidades atingidas – que estejam em estado de emergência ou de calamidade.
Rui Costa anunciou também que todos os beneficiários do Bolsa Família na região afetada receberão a parcela de maio na próxima sexta-feira (17). O cronograma original começava na sexta, mas previa pagamento escalonado até o próximo dia 31.

O governo já tinha anunciado a inclusão de 20 mil famílias gaúchas no programa, que devem ser incluídas em uma folha extra para receber, já em maio, a primeira parcela.

Agência Brasil

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS