Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Mais de 40 mil paraibanos ainda não declararam imposto de renda; prazo termina hoje

Devem declarar imposto de renda, segundo a Receita Federal, contribuintes que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 30.639,90 no ano passado.

Publicado: 31/05/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

Termina às 23h59 desta sexta-feira (31) o prazo para declaração de imposto de renda. O prazo teve início no mês de março.

Este ano, conforme o delegado da Receita Federal na Paraíba, Hamilton Sobral Guedes, tem obrigatoriedade para entrega da declaração quem tem rendimentos tributáveis superior a R$ 30.639,90; também que tem rendimentos isentos superiores a R$ 200.000,00 e ainda a existência de bens e direitos no patrimônio em 31/12/2023 superior a R$ 800.000,00.

Além dos valores, as fichas que registram criptoativos foram modificadas.

“Na ficha onde indicamos o alimentando terá que ter o CPF”, ressaltou o delegado da Receita Federal na Paraíba Hamilton Sobral Guedes.

Ele também explicou que há mudanças nas doações em 2023 para Desporto, Reciclagem, Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e o Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas/PCD).

Na Paraíba, a expectativa é receber 453.827 declarações. Porém, ainda na manhã desta sexta-feira (31), mais de 40 mil declarações não tinham sido entregues.

Dicas

A declaração do imposto de renda pode ser feita por um contador ou na chamada ‘declaração pré-prenchida‘, no site do Governo Federal.

Após o envio, até mesmo no dia seguinte é possível realizar correções na declaração.

“É importante que o contribuinte entregue a sua declaração hoje”, explicou Hamilton Sobral, deelgado da Receita Federal na Paraíba.

Vale lembrar que, segundo a Receita Federal, quando a declaração não é enviada o cidadão pode ter até duas penalidades.

Uma delas é pela entrega em atraso, com multa mínima de R$ 165,74 ou. Outra, caso tenha imposto a pagar, é o imposto a pagar com juros + multa.

Fonte: ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS