Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Mulher é vítima de sequestro relâmpago seguido de estupro coletivo, em João Pessoa

Dupla rendeu vítima na chegada de casa, no Cuiá, a colocou na mala do próprio carro, fez assaltos na cidade, e a estuprou em um matagal antes de ser liberada. Um adolescente foi detido.

Publicado: 29/06/2023

FOTO ILUSTRATIVA/REPRODUÇÃO

Uma mulher de 42 anos foi vítima de sequestro relâmpago seguido de estupro coletivo na noite da quarta-feira (28), em João Pessoa. De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi abordada ao chegar em casa, obrigada a ficar na mala do próprio carro enquanto os suspeitos realizavam assaltos, e depois foi estuprada antes de ser liberada. Um dos suspeitos, um adolescente, foi detido.

O crime aconteceu por volta 22h, no bairro do Cuiá. Segundo a delegada Amin Oliveira, titular da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) Sul, a mulher estava chegando em casa, após o trabalho, quando foi abordada por dois homens, um deles armado.

“De imediato, eles colocaram a arma na cabeça dela e fizeram ela de refém. Seguiram com ela neste estado e em um determinado momento colocaram ela na mala do próprio carro. A vítima disse que ouviu quando eles realizaram assaltos usando o carro dela e quando em um ponto outros dois comparsas entraram. Uma das duplas saiu após algum tempo e os outros dois a levaram até um matagal no Bairro das Indústrias”, disse.

Ainda conforme o relato da vítima para a delegada, neste matagal, a dupla cometeu estupro coletivo contra ela, libertando-a em seguida e fugindo com o carro. A vítima correu e conseguiu pedir ajuda à Polícia Militar, que fez uma busca na região.

Após alguns minutos, a polícia conseguiu localizar o veículo e, durante uma perseguição, o carro acabou caindo em uma das três lagoas localizadas às margens da BR-230, no bairro Jardim Veneza. Houve uma troca de tiros entre a polícia e um dos suspeitos, um adolescente, que acabou sendo apreendido, ainda com a arma usada no crime. O outro suspeito conseguiu fugir após nadar.

“A mulher foi levada para profilaxia no Instituto Cândida Vargas e depois, junto à polícia, veio prestar depoimentos e ser atendida aqui na Deam. Ela está abalada, como é natural em uma situação dessas, mas foi dado todo o apoio que ela precisa neste momento”, completou a delegada.

O adolescente detido, segundo a polícia, já responde a dois atos infracionais análogos ao crime de roubo, e a polícia segue em busca do outro suspeito do sequestro relâmpago e estupro coletivo, e dos outros dois que teriam participado dos roubos. Parte do material roubado estava dentro do carro, que até às 7h50 desta quinta-feira (29), ainda seguia dentro da lagoa.

Por g1 PB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS