Mônica de Beto diz que falta na prefeita de Pocinhos “sensibilidade feminina”, e lamenta projeto vetado em defesa da mulher

A entrevista repercutiu no programa Se Liga PB, edição deste sábado (02)

2 de outubro de 2021    [post-views]


A vereadora de Pocinhos Mônica de Beto (PDT) lamentou que a prefeita da cidade, Eliane Galdino (Avante), não tenha sensibilidade aos projetos em defesa das mulheres. Ela lamentou o veto ao projeto de lei de sua autoria que determinava salas de apoio a amamentação em órgãos e entidades da administração pública direta e indireta.

Mônica relembrou que as salas seriam destinadas a ordenha e armazenagem de leite materno durante o horário de expediente.

O projeto vetado pela prefeita Eliane Galdino descrevia que mulheres que amamentam e, que se afastem de seus filhos e filhas, em virtude do trabalho, precisa esvaziar as mamas durante sua jornada de trabalho, para alívio do desconforto e manter a produção de leite.

Mônica de Beto não acredita nos gastos gerados pelo poder executivo. Ela defende que as salas poderiam sofrer adaptações e qualificou o gesto como “insensível”.

A vereadora também lamentou o descaso com a saúde. Ela apontou que é procurada por usuários que relatam problemas enfrentados na marcação de exames e distribuição de medicamentos. De acordo com Mônica, existem relatos de pessoas que sumiram com exames e cirurgias que não foram marcadas ou executadas.

Redação