Moradora denuncia maus-tratos a animais em Lagoa Seca e cobra atenção das autoridades para o assunto

Maltratar animais é crime previsto na Lei 14.064/20, com pena de reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, multa e proibição da guarda de animais.

Publicado: 10/01/2022

Foto Ilustrativa

Na tarde desta segunda-feira, 10, a equipe do Se Liga PB recebeu uma denúncia de maus-tratos a animais em Lagoa Seca. Segundo Rosângela, moradora do Sítio Manguape de Lagoa Seca, um morador da Rua Antônio Mariano, está maltratando desde a semana passada uma cadela.

Rosângela disse que na última sexta-feira, 07, fez uma denúncia junto a delegacia do município e espera a posição das autoridades competentes.

“Eu amo os animais e não admito, não aceito maus-tratos. A cachorra está sendo espancada”, pontuou a moradora.

Rosângela faz parte de uma equipe de voluntários que ajuda, protege e acolhe temporariamente animais abandonados no município de Lagoa Seca.

Lucicleide Lopes é a responsável pelo trabalho realizado no pequeno abrigo e contou que atualmente se encontra com 6 animais, dentre eles 4 em tratamento. A cuidadora dos animais diz que conta com a ajuda de alguns apoiadores da causa e que ajudam a manter o trabalho com os animais.

Segundo ela, o prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho, paga o aluguel do espaço e tem colaborado bastante com a ação, assim também como o presidente da Câmara, Fabiano Ramalho, que ajuda por meio da doação de ração e produtos de limpeza.

Também por meio de uma parceria com o vereador e veterinário Dr. Iacome Sueliton, são realizadas consultas e procedimentos de castração dos animais antes de irem para adoção.

Lucicleide diz que são muitas as despesas, especialmente com alimentação, medicação e transporte para resgate, o que muitas vezes, tira do seu próprio bolso e assim necessita muito de doações, uma vez que, também alimenta outros animais de rua.

“Os animais comem todo dia, precisam de banho, medicamentos e cuidados. A gente faz o que pode e o que não pode. Eu resgato, cuido e tiro do meu bolso pra tentar manter esses bichinhos”, conta.

Quanto a denúncia de maus tratos, ela diz que são casos constantes e que se sente mal por muitas vezes não poder fazer nada por falta de apoio e suporte para o resgate e para se fazer valer a lei de proteção aos animais.

“As pessoas estão agredindo muitos animais aqui no município. São muitos animais sendo abandonados todos os dias, também maus-tratos. É que eles não têm medo da justiça aqui. É todos os dias animais sendo abandonados aqui na minha rua”, ressalta.


E sobre a denúncia feita por Rosângela ela pontua: “Esse animalzinho precisa ser resgatado desse indivíduo e ele responder na justiça”.


Maltratar animais é crime previsto na Lei 14.064/20, com pena de reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, multa e proibição da guarda de animais. Em caso de maus tratos pode-se acionar a Polícia Militar pelo número 190 e solicitar uma viatura no local, ligar no Disque-Denúncia 181, ou em caso de animais silvestres, entrar em contato com o IBAMA no 0800 61 8080.

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS