Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Oposição de Nova Floresta detona prefeito Jarson Santos: “gestão nota zero”

De acordo com os membros da oposição, a cidade vive um grande descaso com a administração do prefeito Jarson Santos e precisa de mudança urgente.

Publicado: 27/04/2024

FOTO: SE LIGA PB

O vereador de Nova Floresta, Diego Isaac, a pré-candidata a vice-prefeita, Celina Laura, e a atual vice-prefeita da cidade, Eliene Maria, durante entrevista ao Programa Se Liga PB, na tarde deste sábado (27), detonaram o prefeito Jarson Santos e deram nora zero para a gestão. A atual vice-prefeita, Eliene Maria, rompeu recentemente com o grupo de situação e se alinhou ao grupo de oposição, que vem se fortalecendo cada vez mais no município.

“Nova Floresta merece e vai ter o melhor”, destacou Eliene que, assim como os demais colegas, deu nota zero para a administração do prefeito. “Com toda a sinceridade que há na minha alma, no meu coração, perante todas as injustiças que são feitas com o povo de Nova Floresta, com um gestor que não cumpre palavra, é nota zero”, avaliou.

De acordo com eles, a cidade vive um grande descaso com a administração do prefeito Jarson Santos e precisa de mudança urgente, já que a população sofre com os desmandos do gestor e com a falta de assistência.

Já Celina, enfatizou que a cidade precisa de uma gestão humanizada, de participação social, que promova qualidade de vida e que não viva debaixo de um “chicote”. Ela contou que não existe incentivos para agricultura, além das outras áreas que também vivem um caos, a exemplo da Educação e da Saúde que, segundo ela, se encontram em situação precária.

“Temos uma agricultura totalmente mal gerida nos últimos anos e Nova Floresta é de base do homem do campo. O povo de Nova Floresta tem a oportunidade, agora, de reajuste em todas as secretarias”, frisou Celina se referindo as eleições de outubro.

O vereador Diego Issac, que também avaliou a gestão de Jarson, pontuou que a cidade está entregue ao desastre e a maquiagem, especialmente na saúde, onde faltam médicos, remédios, exames, mas no programa de rádio da cidade é tudo bonito.

“O único lugar que a saúde de Nova Floresta funciona é no programa de rádio, no sábado, lá não falta nada, mas a realidade do nosso povo é totalmente diferente. Na saúde, nesses sete anos de gestão dele, está sendo uma tragédia”, afirmou o parlamentar.

Redação

 

 

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS