Tovar alerta que retorno de bombeamento no Eixo Leste da Transposição precisa de solicitação do Governo do Estado

Em contato com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco (Codevasf), Tovar foi informado que é necessário um pedido do Estado para que haja o religamento e as bombas voltem a funcionar de forma definitiva e repassar as águas para a Paraíba

11 de fevereiro de 2021   

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) questionou se o Governo do Estado já fez a solicitação para a retomada do bombeamento no eixo leste da Transposição do Rio São Francisco, que há mais de um ano não fornece água para a Paraíba. Nesta semana, as bombas chegaram a ser religadas, mas apenas para preencher o canal e evitar a deterioração dos equipamentos. Para voltar a funcionar, é necessária uma solicitação do Governo paraibano.
 
Em contato com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco (Codevasf), Tovar foi informado que é necessário um pedido do Estado para que haja o religamento e as bombas voltem a funcionar de forma definitiva e repassar as águas para a Paraíba. O deputado agora cobra esclarecimentos da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (AESA) e da Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, para que os órgãos informem se oficializaram alguma solicitação e quais medidas adotaram para reverter a situação.
 
Tovar ressalta ainda que a falta do abastecimento tem prejudicado de forma direta a população ribeirinha, que padece sem água para consumo humano, animal e produção agrícola. “Enquanto não houver interesse das autoridades nesse assunto, uma parcela da população permanecerá sofrendo. Essa situação já dura há mais de um ano e nada foi feito”, pontuou.
 
O deputado lembra que em Pernambuco o fornecimento das águas do Rio São Francisco tem ocorrido normalmente, enquanto na Paraíba, não há qualquer indício de retorno. Ele destaca que é preciso mobilização e articulação de toda classe política para que projeto tenha andamento. “Se as águas chegam em Pernambuco, é porque houve mobilização no estado. Essa luta deve ser encabeçada por todos os políticos paraibanos. A bancada paraibana também deve levantar esse grito no Congresso Nacional”, argumentou.
 
O parlamentar aguarda o encontro com o diretor superintendente da Codevasf para tratar sobre a falta de bombeamento e outros problemas de ordem estrutural da transposição. Recentemente, ele visitou o eixo leste e constatou irregularidades. Desde então, tem buscado audiências e articulado agendas para tratar do assunto de forma urgente e com medidas efetivas.