Secretária de Saúde de Esperança e secretária adjunta falam sobre as ações voltadas as mulheres e dos trabalhos desenvolvidos pela pasta

Na ocasião também foram esclarecidas dúvidas dos ouvintes do Programa Se Liga PB, com relação a saúde de Esperança.

Publicado: 08/03/2022

Foto: Se Liga PB

A secretária de Saúde de Esperança, Eliete Nunes, e a secretária adjunta, Bianca Passos, foram as entrevistadas do Programa Se Liga PB, da manhã desta terça-feira (08).

Na ocasião foram feitas explanações de algumas ações voltadas as mulheres e dos trabalhos realizados pela pasta. Também foram esclarecidas dúvidas dos ouvintes com relação a saúde de Esperança.

Eliete contou que existe na cidade o Cento da Mulher com atendimento específico, sendo ofertadas consultas de mastologia e ultrassonografia mamária.

“Temos um espaço belíssimo, feito com todo carinho. Já foram diagnosticadas muitas mulheres com nódulos na mama e temos encaminhado para cirurgias com grande êxito”, frisou Eliete.

Em alusão ao dia Internacional da Mulher, Bianca Passos, secretária adjunta da pasta, contou que hoje estarão sendo realizadas 80 mamografias. Segundo ela, no Centro da Mulher, é oferecido todo um acompanhamento e assistência integrada as mulheres, através de um sistema de interiorização de medicina qualificada e resolutiva.

Quanto aos trabalhos voltados ao controle da pandemia, Bianca disse que diariamente busca-se traçar estratégias de combate ao coronavírus e que o maior aliado nesse combate é a população. Segundo ela, quando a população segue os protocolos de segurança, está contribuindo para o controle da pandemia, caso contrário, dificultam os trabalhos.

“O nosso maior parceiro é a população. Tem aqueles, que por vezes resistentes, dificultavam o processo”, disse. Ela explicou que a divulgação de fake news também dificultam muito, e contou que no início, tanto a resistência de populares, quanto a desinformação por meio das notícias falsas, foram grandes desafios no combate.

A subsecretária falou de algumas ações de enfrentamento a Covid-19 e citou o Centro da Covid, assim como outras ações de enfrentamento. Também falou sobre questões relacionadas a Farmácia Básica e explicou a dinâmica dos processos licitatórios que precisam existir. Bianca esclareceu que existem prazos, e por se tratarem de contratos com empresas, existem dificuldades porque algumas não honram com o contrato e atrasam o repasse, e quando repassam, não é na quantidade solicitada.

“Temos algumas situações, mas que o município não está passivo e está atuando, mediante as medidas legais, para que tudo ocorra da melhor maneira possível”, explicou.

A secretária Eliete Nunes respondeu alguns questionamentos da população e sanou dúvidas dos ouvintes. Ela explicou o funcionamento de marcações de exames e comentou sobre as dificuldades na realização de exames realizados de forma oral, por necessitar do contato direto dos profissionais com o paciente. Eliete frisou que por conta da pandemia existe uma demanda em exames que está se normalizando, e que a prioridade é para situações urgentes, mas ressalta que todos serão realizados conforme a demanda.

A secretária ainda ressaltou a questão de cirurgias e disse que existe uma parceria com o programa Opera Paraíba, e devido a pandemia, de acordo com os tipos de cirurgia, os procedimentos encontram-se sendo realizadas da melhor forma possível.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS