Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Braiscompany: empresa briga na Justiça para ter de volta carro de luxo no valor de R$ 600 mil

A Braiscompany, de propriedade de Antônio e Fabrícia Ais, é suspeita de praticar um esquema de pirâmide financeira e causar um prejuízo calculado em mais de R$ 500 milhões .

Publicado: 23/06/2023

Foto: Divulgação/Polícia Federal

Uma empresa entrou com uma ação na Justiça Federal para tentar ter de volta um Porsche Cayenne, no valor de R$ 600 mil, que foi apreendido pela Polícia Federal durante a Operação Halving realizada contra um dos investigados no caso Braiscompany. O veículo foi alvo de sequestro por determinação da Justiça. 

Durante a operação, outro Porsche Cayenne, avaliado em R$ 745 mil também foi apreendido e deve ir a leilão no próximo dia 28 deste mês, juntamente com outros automóveis de luxo e imóveis, de acordo com informação publicada no Blog Pleno Poder, do jornalista João Paulo Medeiros. No total, mais de R$ 6 milhões em patrimônio. 

Entenda o caso

A Braiscompany, de propriedade de Antônio e Fabrícia Ais, é suspeita de praticar um esquema de pirâmide financeira e causar um prejuízo calculado em mais de R$ 500 milhões a milhares de investidores.

A empresa, investigada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), foi alvo de diversos mandados de busca e apreensão no âmbito das Operações Halving e Select. Contra o casal existem mandados de prisão, mas eles conseguiram fugir da polícia e são considerados foragidos.

O calote estimado em quase meio bilhão de reais praticado pela Braiscompany, empresa sediada em Campina Grande e que deixou de pagar, desde dezembro de 2022, aos seus investidores, fez vítimas pessoas de todas as classes sociais. Entre eles, famosos que já denunciaram a empresa nas suas redes sociais e entraram com processo judicial contra a empresa.

Por Nice Almeida/ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS