Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Em cinco meses, Paraíba registra mais casos de síndromes respiratórias do que em todo 2023; são quase 200 mortes

Em cinco meses, a Secretaria de Estado da Saúde registrou 199 óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e o número de casos da doença está aumentando.

Publicado: 17/05/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

Em cinco meses, o número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) bateu todo o ano de 2023 na Paraíba, de acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB). Enquanto durante todo o ano passado foram 1.355 notificações, até 15 de maio de 2024 já são 1.599 registros, com 199 óbitos. Um dos casos recentes foi de uma adolescente de 13 anos, que morreu vítima da gripe suína, no município de Patos.

O destaque, como aponta o levantamento da Secretaria de Saúde do Estado, está no aumento crescente de casos de Influenza A. Os números mostram que são 211 pacientes, com 30 mortes confirmadas.

Os óbitos por Influenza ocorreram em João Pessoa (11), Campina Grande (4), Cajazeiras (2), Monte Horebe (2), Alagoa Nova (1), Bayeux (1), Conde (1), Ingá (1), Lucena (1), Malta (1), Patos (1), Pocinhos (1), Santa Rita (1), Soledade (1) e Várzea (1).

O cenário epidemiológico mostra ainda que são contabilizados 135 casos de SRAG por Covid-19, que levaram 53 pacientes à morte.

Também há a notificação de 180 casos de SRAG por Vírus Sincicial Respiratório; 121 por rinovírus; 59 por demais vírus respiratórios e 670 por SRAG não especificado. A SES-PB também registrou 16 óbitos por outros vírus respiratórios.

Com ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS