Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Polícia investiga suposto incêndio criminoso em acampamento do MST na Paraíba

O Instituto de Polícia Científica esteve no acampamento do MST para realizar coletas e exames periciais.

Publicado: 10/06/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

A Polícia Civil da Paraíba está investigando o possível incêndio criminoso ocorrido em um acampamento do MST (Movimento Sem Terra), no município de Riacho de Santo Antônio, na noite do último sábado (8). As investigações iniciaram já na manhã do dia seguinte.

O Instituto de Polícia Científica esteve no local para realizar coletas e exames periciais. Vítimas e testemunhas já foram ouvidas, além do administrador da propriedade onde o fato ocorreu.

No último sábado (8), por volta das 20h30, quatro homens armados e encapuzados invadiram o Acampamento Canudos, do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra da Paraíba (MST-PB).

Durante a invasão, que durou cerca de uma hora, os homens atearam fogo em barracos do local, O caso está sendo acompanhado pela Comissão Estadual de Prevenção à Violência no Campo, Defensoria Pública e pela delegacia de Polícia Civil da cidade de Queimadas.

De acordo com a vítima, os homens gritavam alto e diziam que eram policiais . O marido de Gerlane teve suas mãos amarradas. Depois, eles foram empurrados para fora do barraco com as crianças e os invasores atearam fogo em tudo que estava no barraco.
Por Mônica Melo

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS